Menu fechado

Rumos da especialidade no Brasil

Por Samia Malas

Prof. Dr. Luciano Henrique Giovaninni fala sobre a área de nefrologia e urologia veterinárias

Mestre e Doutor em Ciências pelo Departamento de Clínica Médica da FMVZ/USP, o Prof. Dr. Luciano Henrique Giovaninni faz parte da diretora do Colégio Brasileiro de Nefrologia e Urologia Veterinárias (CBNUV) desde a sua fundação, em 2011, sendo que há 3 anos atua como presidente na instituição. Coordenador do Curso de Especialização em Nefrologia e Urologia em pequenos animais da Anclivepa-SP, sócio-fundador do UnicPet (Urologia e Nefrologia Veterinária) e responsável pelo atendimento em Nefrologia Veterinária da Naya Especialidades, de São Paulo-SP, Dr. Luciano conversou com a gente sobre a área em que atua. Veja entrevista a seguir.

Revista Nefrologia em foco: Qual o caminho da especialização em Nefrologia e Urologia na veterinária, já que ainda não há uma entidade certificada pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV)para emitir título de especialista?

Luciano Henrique Giovaninni: A viabilização e credenciamento para a certificação da especialidade de nefrologia e urologia, no modelo que já é feito por outras especialidades, está dentre as intenções da atual gestão. Estamos com todos os critérios preenchidos, e há previsão de que este ano (2020) entregaremos os documentos no CFMV. Temos todos os critérios cumpridos: somos uma associação que existe há mais de 5 anos, temos eventos científicos anualmente, todos nossos diretores estão com sua habilitação veterinária atualizada, e temos mais de um membro filiado oriundo de pelo menos cinco unidades da federação.

RNF: Quais os principais eventos da área? Têm recebido muitos trabalhos para concorrer ao prêmio científico no Renalweek esse ano?

Luciano: Neste ano, no Brasil, teremos o NefroSciense, em Campinas, coordenado pelo CBNUV junto à feira SuperPet. Também teremos diretores do CBNUV participando da Renalweek, em Davis, na Califórnia. Este evento é imperdível para aqueles profissionais que se interessam por nefrologia, pois permite contato direto não só com temas atuais, mas também com os principais autores e pesquisadores da nefrologia e urologia veterinária mundial. Só para citar alguns nomes: David Polzin, Lary Cowgill, Cathy Langston, Gilad Segev, Sheri Ross, Jhonathan Elliott, Jessica Quimby, dentre outros que também compõe a Internacional Renal Interest Society (IRIS), grupo dedicado ao estudo da nefrologia veterinária mundial, dos quais obtemos importantes diretrizes e norteamentos de como se deve conduzir a nefrologia e urologia de nossos pets, não só no que se refere a tratamentos, mas também no que se refere a monitoramento, diagnóstico e abordagem das diferentes doenças que acometem o sistema urinário de cães e gatos. Em 2018 participamos e fomos muito bem recebidos pelos membros da IRIS. Em 2019, recebemos 11 trabalhos que foram inscritos no Renalweek, enviados por veterinários brasileiros. Estamos esperando as aprovações, para que possamos entregar os Prêmios de Pesquisa IRIS-renalweek-cbnuv, que custeará 5.000,00 aos autores de até seis trabalhos aprovados, viabilizando a viagem para o evento, e a apresentação dos trabalhos aprovados. Achamos que esta iniciativa contribui para que o CBNUV se aproxime ainda mais da IRIS, e também para que a pesquisa veterinária brasileira em nefrologia e urologia, que já é muito boa, passe a fazer parte do conteúdo científico que é produzido, principalmente, no hemisfério Norte. Temos que “mostrar mais nossa cara” e nossa competência ao mundo!

RNF: Que aptidões e/ou conhecimentos um veterinário que pretende se especializar na área deve buscar?

Luciano: Deve ter conhecimento verticalizado e baseado em evidências científicas que abordem fisiologia renal e da micção, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento das diferentes doenças que acometem o sistema urinário de nossos pets, além da capacidade de fazer nefrologia e urologia comparada (com o que se faz na medicina). Temos bastante a evoluir ainda, mesmo que já tenhamos evoluído de modo importante nos últimos 20 anos. É nítido que a nefrologia e urologia veterinária, no Brasil e no mundo, têm caminhado a passos largos, buscando sempre a qualidade de vida dos nossos pacientes.

RNF: E quais as principais novidades e avanços que a área vivenciou nos últimos 20 anos?

Luciano: Temos biomarcadores renais que auxiliam em diagnósticos mais precisos, podendo citar: proteinuria, eletroforese de proteínas urinárias, SDMA e biópsia renal.

Uma área que também vem evoluindo muito é o nefrointensivismo, que abrange as técnicas dialíticas, e no curto prazo, no Brasil, também viabilizará técnicas de plasmaferese e transplante renal, como já é feito em alguns lugares do mundo.

Além das opções em urologia, que envolvem as ureterotomias por microcirurgia, bem como a implantação de stents ureterais ou também de desvios ureterais (subcutaneous uretheral bypass), com o intuito de descomprimir a pelve renal e recuperar o fluxo urinário nos casos de obstrução ureteral.

RNF: Quais os benefícios de se tornar um membro da CBNUV?

Luciano: Terá acesso a área restrita do site, que está sendo reformulada, e, em breve, apresentará conteúdo técnico atualizado.

Participar de eventos coordenados pelo CBNUV, com descontos na inscrição, além de fazer parte de um grupo de veterinários interessados em nefrologia e urologia Veterinária com base na ciência médica.

RNF: Como se faz para se tornar um membro?

Luciano: Bem simples! Se inscreve e paga a taxa relativa à anuidade de filiação. Tudo on-line.

RNF: Qual a realidade sul-americana da área? O Brasil ocupa lugar de destaque? Qual o país referência na área e por quê?

Luciano: O Brasil é referência em nefrologia e urologia veterinárias não só na América Latina. Frequentemente recebemos informação de colegas nossos que são convidados a proferir palestras em outros países. Eu, particularmente, tive a oportunidade de conhecer pessoas importantes na nefrologia veterinária latino-americana, como Javier Caraza, do México, César Mayorga, da Colômbia, e Leonel Londoño, que é colombiano, mas atualmente atua como professor na Universidade da Flórida.

RNF: A que fatores podemos atribuir essa evolução na área de nefrologia e urologia?

Luciano: Certamente a demanda por serviços especializados em clínica médica de cães e gatos tem aumentado, e isso força a necessidade de atualização constante e educação continuada, aumentado o aprimoramento técnico dos profissionais, possibilitando que haja detalhamento e individualização de cada atendimento, e consequentemente a melhora dos resultados na prática clínica.

RNF: As universidades têm se adequado ao crescente interesse na área? Como percebemos isso?

Luciano: Sim! Temos mais de uma universidade no Brasil que oferece serviço especializado de nefrologia e urologia. Um excelente exemplo desta ação é o servido de hemodiálise oferecida pela professora doutora Tatiana Chalfun Okamoto, na FMVZ-Unesp-Botucatu, o que possibilita o avanço dos estudos na área. Importante comentar que o único trabalho longitudinal que existe no mundo, até os dias de hoje, que acompanhou cães com doença renal crônica, em tratamento com hemodiálise intermitente foi realizado no Brasil, em Botucatu, pela professora Priscila Chalfun Okamoto. Esse estudo é importante porque é o único trabalho publicado no mundo que acompanhou cães com doença renal crônica sendo mantidos em hemodiálise.

RNF: Que conselhos daria aos veterinários que procuram se especializar nessa área?

Luciano: Estudar muito, buscar conhecimento nas fontes técnico-científicas sérias e confiáveis, e manter-se focado na busca de seus sonhos.

Luciano-103x106

Luciano Giovaninni

•Especialista em clínica médica de cães e gatos •Atendimento especializado em nefrologia e urologia de cães e gatos – UnicPet Nefrologia e Urologia e Naya Especialidades •Coordenador do curso de especialização em Nefrologia e Urologia em pequenos animais da Anclivepa-SP •Coordenador do curso de especialização em Patologia Clinica e Citopatologia em pequenos animais da Anclivepa-SP •Coordenador do curso de especialização em Geriatria em pequenos animais da Anclivepa-SP •Presidente do Colégio Brasileiro de Nefrologia e Urologia Veterinárias •Presidente da Sociedade Paulista de Medicina Veterinária •Conselho consultivo da Anclivepa-SP