Menu fechado

Por Samia Malas e Natália Miranda

Universidades de medicina veterinária também devem se mobilizar em meio a pandemia

Equipamentos das universidades brasileiras podem ser de grande auxílio para o cadastro da BVECCS

Todos unidos em meio a pandemia. Foto meramente ilustrativa: nito100/iStockphoto.com

Nas últimas semanas foi lançado um cadastro de equipamentos veterinários que podem ser usados no tratamento de infectados durante a pandemia do novo coronavírus no Brasil. Hoje, segundo base de dados oficial dos cursos e Instituições de Educação Superior – IES, são mais de 405 universidades brasileiras que contam com curso de medicina veterinária. É certo que muitas delas possuem um hospital veterinário ou uma clínica para ensino com alguns ou todos os três equipamentos que estão sendo solicitados – ventiladores mecânicos, monitores multiparamétricos e concentradores de oxigênio – e que podem ser usados para salvar vidas humanas nesse momento.

“Muitas vezes os professores e responsáveis desses departamentos não estão cientes desse cadastro organizado pela BVECCS, por isso pedimos ajuda a todos nossos parceiros e amigos que estão envolvidos com as universidades de todo o Brasil para a divulgação dessa informação. Cada um pode ajudar, fazendo essa informação chegar no profissional certo”, complementa Natália Miranda, diretora da Editora Top.Co., que publica as revistas Medicina Veterinária em foco, Cães & Cia, Pulo do Gato, Pet Center e é organizadora dos Congressos Vet Science, de Campinas-SP.

O ideal seria que todas as universidades seguissem esse caminho. A Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) da Unesp, no campus de Jaboticabal, colocou à disposição da cidade, a título de empréstimo, itens de consumo (seringas, agulhas, luvas, máscaras e aventais), medicamentos (anestésicos e antibióticos) e equipamentos, como monitores multiparamétricos, bombas de infusão e ventiladores pulmonares utilizados no hospital veterinário para o tratamento de pacientes com a Covid-19. Esses itens foram emprestados à Secretaria Municipal de Saúde e ao Hospital e Maternidade Santa Isabel, que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade, em função da demanda encaminhada à Unesp pelas autoridades do município. O empréstimo teve o aval da Congregação e do diretor da FCAV, o professor Antonio Sergio Ferraudo. Foi o diretor do Hospital Veterinário “Governador Laudo Natel”, professor Andrigo Barboza de Nardi, quem apresentou a proposta às autoridades de saúde de Jaboticabal.

“Como estamos bem equipados e com as atividades suspensas, entendemos que poderíamos ajudar, colocando esses materiais e equipamentos à disposição do município e do principal hospital da cidade, por meio de empréstimo, neste momento de combate à pandemia da Covid-19, em que vários itens médicos tiveram os preços elevados por causa da grande procura. Acredito que é um momento em que todos devem se ajudar e a Unesp pode realmente contribuir, especialmente, se a situação ficar mais complicada e houver desabastecimento”, afirma o diretor do hospital veterinário, que ressaltou que “todos os materiais oferecidos são de uso humano, apesar de utilizados no hospital veterinário”.

O cadastro de equipamentos está sendo realizado pela Academia Brasileira de Urgências e Cuidados Intensivos (BVECCS), na figura do Prof. Dr. Rodrigo Cardoso Rabelo, com apoio do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).

Você confere em detalhes essa iniciativa nos vídeos da Academia (@ricobveccs). Para os hospitais, universidades e clínicas que querem participar basta se cadastrar no link: bit.ly/2J9vDUE